Ubuntu: conhecendo a África

Apesar do crescente interesse pelo continente africano nas áreas de relações internacionais e nos estudos de política externa brasileira, trata-se ainda de um continente bastante desconhecido, apresentado habitualmente como pobre e excluído, parado no tempo, sem ter em conta os diversos matizes de uma África composta por uma multiplicidade de países e realidades. No entanto, o conhecimento do “outro” é essencial para o estabelecimento de relações de parceria, baseadas na horizontalidade, na solidariedade e no interesse mutuo.

O objetivo da cartilha Ubuntu: conhecendo a África é mostrar a complexidade da realidade africana atual (em áreas tão diversas como a política, a economia, a sociedade, a cooperação, os direitos humanos ou a cultura, entre outros), visando desconstruir noções pré-concebidas e estereótipos que a opinião pública costuma ter do continente africano. Resultado de um processo de pesquisa do GRISUL (Grupo de Relações Internacionais e Sul Global da Escola de Ciência Política da UNIRIO), em parceria com o Labmundo (IESP-UERJ), que incluiu técnicas quantitativas levantamento bibliográfico (com foco em autores africanos e relatórios de organizações internações), e qualitativas (principalmente entrevistas a africanos residentes no Brasil), Ubuntu pretende difundir a voz e o conhecimento sobre a África. A linguagem accessível e a apresentação visual dos dados, a través da cartografia temática, facilitam essa aproximação, tanto para alunos do ensino médio e de graduação, como para um público mais amplo, servindo de material didático que será utilizado e divulgado pelos estudantes da Escola de Ciência Política da UNIRIO na realização de palestras e atividades de difusão.

Entrevista: africanos no Rio de Janeiro
Documentário: Presidentes Africanos
Saiba mais da página 7
Batalha de Argel
Saiba mais da página 15
Reportagem Capoeira Raízes do Brasil
Saiba mais da página 19
Documentário: Pesadelo de Darwin
Saiba mais da página 11